A parábola do filho pródigo

Por Leonardo Pereira


A parábola do filho pródigo A parábola do filho pródigo

Lucas 15:11-32

Introdução: O maior empenho que Jesus mostrou em todo o Seu ministério público foi o de revelar a atitude de Deus para com os homens.

Ele fez isto pelos Seus ensinos, pela Sua maneira simpática, pelos Seus milagres de bênção e, indiretamente, pelas Suas parábolas.


Professor Cria Curso Online p/ Bacharel Livre em Teologia com VÍDEO AULAS


Uma parábola oculta o ensino aos indiferentes e o ilustra aos que desejam aprender.

Na parábola do Filho Pródigo temos um incidente muito simples e comum, relatado para ensinar uma verdade da primeira importância: que Deus está disposto a abençoar o pecador arrependido, porque o ama, apesar de odiar seu pecado.

1 – RIQUEZAS

a) Não podemos pensar que o moço tivesse falta de coisa alguma ali na casa paterna, porém quis experimentar o desconhecido: um desejo muito natural, que podia ter realizado com proveito se o tivesse feito em combinação com o Pai.
b) Ele pediu a parte dos bens — riquezas materiais — não pediu mais da companhia do pai. Quis fazer a própria vontade.
c) Quis gozar os bens longe do pai.

2 – RUÍNA

a) Começou por divertir-se muito, mas a alegria acabou-se.
b) Tentou remediar a sua miséria, mas debalde.
c) Ninguém lhe dava nada naquela terra distante.

3 – REMORSO

a) Reflexão e recordação.
b) Resolução.
c) Reconhecimento da própria indignidade.

4 – REGRESSO E RECEPÇÃO

a) A atitude do filho, voltando ao lar da sua mocidade.
b) A atividade do Pai, esperando e encontrando o filho.
c) A confissão do filho.
d) A resposta.

5 – RECRIMINAÇÃO E RESISTÊNCIA

O filho mais velho
a) reprova a graça do pai,
b) recusa ter parte na alegria,
c) resiste aos rogos do pai.

Conclusão:

a) A base do perdão: a obra redentora.
b) a fé que aprecia o valor do sangue.
c) A proclamação de um evangelho que convida o pródigo a voltar.

Fonte: Maxmode

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.